Premiados

Premiados

COMPETITIVA INTERNACIONAL 
(Júri composto por David M. Lorenz, Patricia Sánchez e Sabrina Tenório Luna)

Menção Honrosa
Onni – The Joy of Everyday Life, de Sanna Liljander (Finlândia)

Prêmio Jogo de Cena
Travellers Into The Night, de Ena Sendijarevic (Holanda)

Melhor Criação de Atmosfera
Super Unit, de Teresa Czepiec (Polônia)

Melhor Construção de Narratividade
Meanwhile, de Stephen McNally (Reino Unido)

Melhor Filme
If Mama Ain’t Happy, Nobody’s Happy, de Mea de Jong (Holanda)

COMPETITIVA NACIONAL 
(Júri composto por Vinícius Andrade, Amanda Mansur e Tião)

Prêmio Novo Olhar
No Interior da Minha Mãe, de Lucas Sá (UFPel)

Prêmio Jogo de Cena
Stultifera Navis, de Dudu Mafra (PUC-Rio)

Melhor Criação de Atmosfera
Monstro, de Breno Baptista (UFC)

Melhor Construção de Narratividade
Encantada do Brega, de Leonardo Augusto (Estácio do Pará)

Melhor Filme
KBELA, de Yasmin Thayná (PUC-Rio)

Destaque Pernambucano
Dindas, de Lara Buitron e Vítor Lima (UFPE)

JÚRI ESPECIAL ABD-PE/APECI 
(Júri composto por Neco Tabosa, Lucas Cecchino e Carla Marinho)

Melhor Filme
KBELA, de Yasmin Thayná (PUC-Rio)

Menção Honrosa / Honorable Mention
Super Unit, de Teresa Czepiec (Polônia)

JÚRI ESPECIAL DACINE 
(Júri composto por Raian Oliveira, Pedro Berenguer e Jyan França)

Melhor Filme
No interior da minha mãe, de Lucas Sá (UFPel)

Menção Honrosa
KBELA, de Yasmin Thayná (PUC-Rio)

JÚRI ESPECIAL Surto & Deslumbramento 
(Júri composto por Rodrigo Almeida e Chico Lacerda)

Prêmio “Bicha, deixe de ser guenza e agarre logo esse boy”
De terça pra quarta, de Victor Costa Lopes (UFC)

Prêmio “Desista de ficar Nua por Dentro do Couro e passe a fazer filmes só com a sua família maravilhooosa”
No interior da minha mãe, de Lucas Sá (UFPel)

Prêmio “Não sou obrigada a nada, A NADA!”
If Mama Ain’t Happy, Nobody’s Happy, de Mea de Jong (Holanda)

Prêmio “Melhor uso de figurinos, maquiagens, penteados, gestos e corpos luxooo para sambar na cara do preconceito e da opressão”
KBELA, de Yasmin Thayná (PUC-Rio)

Prêmio “Bicha, a senhora é destruidora mesmo e sua mãe também!”
Ensaio Sobre Minha Mãe, de Jocimar Dias Jr. (UFF)