MESAS E OFICINAS

Resumo: A Introdução ao Roteiro Cinematográfico é uma oficina teórico-prática cujo propósito é apresentar conteúdos elementares da escrita audiovisual e estimular um ambiente criativo e crítico para práticas básicas. O programa prevê conceitos de imagem, representação e linguagem, fundamentos da narrativa, uso de estruturas míticas, estudo de personagens, estilo e coesão e crítica criativa (bem como criatividade crítica), entre outros. A dinâmica dos encontros consiste numa parte teórica e exercícios práticos para composição narrativa. Ao final, uma troca de ideias intensa entre o instrutor e os participantes da oficina deve servir de um precioso repertório crítico-criativo, estabelecendo assim um primeiro passo para o surgimento e aprimoramento de novos roteiristas.

Sobre Leo Falcão:

Realizador pernambucano com cerca de 20 anos de experiência em roteiro e direção de peças audiovisuais. Doutor em Design pela UFPE, é um realizador premiado nos mais diversos formatos (ficção, animação e documentário) e também trabalha com outros suportes além do cinema (TV, teatro, jogos, mídias pervasivas) Além de ser co-fundador do Scriptoscope – grupo de pesquisa, criação e desenvolvimento em design de conteúdo, cujo trabalho rendeu o Young Creative Entrepreneur Award do British Council em 2012, foi um dos artistas brasileiros selecionados para o programa The Playable City em Bristol, Reino Unido e Recife. Além de seu trabalho como storyteller, é professor e pesquisador na área de narrativas contemporâneas da Universidade Católica de Pernambuco.

Período: 30/01 a 03/02 (segunda a sexta), das 14h às 17 horas
Local: Portomídia (R. Barão Rodrigues Mendes, 52)

Número de vagas: 15

Modalidade de participação: Gratuita, mediante inscrição e seleção.
Inscrições encerradas

A oficina está sendo oferecida em parceria com o Recife Summer School, do Porto Digital. Clique aqui para conhecer a programação completa do evento.

Resumo: Câmeras DSLR são câmeras fotográficas atualmente bastante utilizadas em filmagens. A chegada destes equipamentos facilitou a produção de um cinema digital barato e acessível, produzido sobretudo por estudantes e por novos cineastas. Na oficina abordaremos maneiras de trabalhar com estas câmeras e de realizar cinema digital em geral.

Sobre Annyela Rocha:

É formada em Cinema pela UFPE, e em Jornalismo pela Unicap. Em 2013, cursou Fotografia e Direção de Fotografia na Hofstra, no estado de New York, EUA. Em 2015, foi professora de Iluminação no curso de Rádio e TV do Pronatec. Trabalhando no audiovisual pernambucano desde 2008, teve contato com o trabalho de renomados diretores locais, como Hilton Lacerda, Lírio Ferreira, Adelina Pontual e Renata Pinheiro. Além disso, também esteve próxima de diversos diretores de fotografia, como Ivo Lopes, Beto Martins e Breno César. Além do trabalho em grandes produções, Annyela realiza trabalhos independentes na fotografia, em especial em vídeos experimentais, a exemplo de Solstício, que foi exibido no 18o. FestCine, no Cinema São Luiz. Além disso, dirigiu a fotografia de diversos vídeos de divulgação cultural, em especial, booktrailers.

Período: 30/01 a 02/02 (segunda a quinta), das 9h às 13h
Local: Portomídia (R. Barão Rodrigues Mendes, 52)

Número de vagas: 15

Modalidade de participação: Gratuita, mediante inscrição e seleção.

Inscrições encerradas

A oficina está sendo oferecida em parceria com o Recife Summer School, do Porto Digital. Clique aqui para conhecer a programação completa do evento.

Primeiro andar do Cinema São Luiz – Sábado 04/02 – 16h – Entrada Franca

Uma grande roda de diálogo para abolir hierarquias pré-estabelecidas entre falantes e ouvintes. A atividade contará com a participação do público presente, realizadores dos filmes exibidos no III MOV e professores e estudantes de cursos de cinema do estado. O debate será sobre a produção audiovisual universitária e de baixo orçamento, com foco nos desafios enfrentados pelos filmes desde o momento de criação até a busca por exibição. A mediação fica por conta da equipe MOV.